Francisco Antonio Cavalcanti - O Tempo de Tudo

Ao escapar de um audacioso atentado, o jornalista Tércio Gama decide empreender uma narrativa reveladora.

Com o apoio da jovem e gentil filha de uma grande amiga dos seus já falecidos ascendentes, estrutura-se na clandestinidade, mas não consegue livrar-se dos recorrentes sobressaltos.

Em seu relato, dedica-se aos tempos de iniciação profissional, em cujo contexto dera solução a um antigo crime envolto em mistério e torna-se amigo de um dos filhos da vítima, que lhe consegue um emprego em um grande jornal. Tércio veio a se apaixonar por uma bela jornalista de origem libanesa, sobre a qual pesavam rumores que a levaram a grandes conflitos psicológicos.

Por esse tempo, episódios que atraíram sua disposição investigativa conduziram-no a estender suas preocupações a uma série de fatos imbricados. O surgimento de uma tela que faz homenagem a um aeronauta brasileiro morto em Paris em 1902 na queda de um dirigível, exposições e leilões de arte, falsificações, entre outros eventos, viriam colocá-lo ao corrente de uma intrincada teia tecida por rixas, traições e desonestidades de toda ordem.

Em meio a esses fatos, o assassinato do seu amigo e benfeitor levou-o a concentrar-se na busca incessante do desvendamento do novo e tão enigmático crime. Em razão de suas investigações, Tércio entrou na alça de mira de poderosos, transformando-se em alvo do já referido atentado.

Durante a clandestinidade, produz sua narrativa e aos poucos sente que sua antiga paixão tende a atenuar-se.

Envolvendo-se com a jovem que tanto o apoia, termina por enredar-se em um novo amor e é levado a refletir sobre as distintas e clássicas manifestações desse nobre sentimento, que escolhe seu tempo e propósito para acontecer.

Contato

Rua Latino Coelho 110 - Penha
- Rio de Janeiro - CEP: 21070-720
(21)3128-9248

Atendimento de Segunda à Sexta,
exceto feriados, das 10 às 18 horas.
contatos@dragoeditorial.com